terça-feira, 28 de agosto de 2012

Qual é melhor?

Já conhecemos as atividades aeróbicas e as anaeróbicas, mas qual delas é melhor fazer?
Os primeiros homens da nossa espécie caçavam, corriam atrás das presas, fugiam dos predadores, subiam nas árvores para se protegerem, carregavam as suas presas nas costas, etc.http://www.modaparahomens.com.br/wp-content/uploads/2010/03/homem_das_cavernas_cueca.jpg 
Com isso, se fortaleciam e desenvolviam naturalmente o seu físico, que se tornava forte e resistente. Com o passar dos tempos, o homem foi desenvolvendo sua inteligência e aprendendo a facilitar as coisas para a sua comodidade.

       http://4.bp.blogspot.com/-vvSs7aSWKZM/T9n3cduvO3I/AAAAAAAAzio/T4VPrgtTKqc/s1600/homem_das_cavernas.jpg

 http://www.novomilenio.inf.br/ano03/0308d001g.jpg
Aprendeu a plantar, criar animais para seu consumo próprio, domesticar animais para ajudar na sua locomoção e o resultado é que o seu esforço físico diminuiu muito. Como plantava, não precisava caminhar longas distâncias à procura de frutas e legumes. Como criava, não precisava fazer grandes caçadas e desperdiçar energia. No início, o homem tinha que estocar energia nos tempos bons para, nos tempos de vacas magras, poder resistir e sobreviver. Essa energia era estocada no corpo humano em forma de gordura, o que ocorre até hoje. Como a época das grandes dificuldades acabou, a energia acumulada (gordura) tornou-se um grande problema para a saúde, pois gordura em excesso entope as artérias, afetando o coração, entre outros problemas. Então, qual a solução? A solução é imitarmos as atividades de nossos antepassados e, assim, gastar energia e diminuir o nosso estoque de gordura.
As principais atividades para diminuir os depósitos de gordura são as aeróbicas, que vocês já conhecem, tipo: 
                                        
correr, pedalar, nadar longas distâncias, etc. Elas nos dão resistência e fôlego para nossas atividades repetitivas. Mas, no nosso dia-a-dia, às vezes precisamos também empurrar, carregar ou mesmo levantar um objeto pesado. E aí? Aí entram as atividades anaeróbicas, como a musculação, por exemplo, que desenvolve os músculos e nos dá força.
                                                

Sabendo disso, vemos que todos os dois tipos de atividades são importantes, devendo ser feitas ambas as duas, sempre diversificando as atividades, como fazemos em nossas aulas de educação física; suprindo, assim, nossas necessidades fìsicas. Mas, será que só esses dois tipos são importantes? Será que existem outras coisas a serem feitas? O que vocês acham? 
Participem, perguntem, emitam suas opiniões, estou esperando. 
Prof. Eduardo.




sábado, 25 de agosto de 2012

Atividade anaeróbica

A atividade anaeróbica ou exercício anaeróbio consiste naquelas atividades feitas num curto periodo de tempo e com alta intensidade. Os exercícios de musculação nas academias são um exemplo. São exercicios feitos com sobrecargas (pesos), poucas repetições e com intervalos de descanço entre elas. Outro exemplo são as corridas de 100 metros rasos, no atletismo, em que os atletas dão o seu máximo em um curto período de tempo. As atividades anaeróbicas também são importantes, pois desenvolvem a musculatura, deixando-a maior e mais forte.          
                      

Hoje em dia as academias de musculação são muito procuradas pelos jovens que desejam ficar fortes e musculosos. Na ânsia de conseguir resultados rápidos, muitos recorrem às chamadas "bombas", drogas ílícitas que aceleram o desenvolvimento, mas que trazem efeitos colaterais que destroem nossa saúde. Apesar da estética desejada ser alcançada rapidamente, doenças podem aparecer a médio ou longo prazos. Uma atividade bem orientada e  uma alimentação balanceada, contemplando os diversos grupos alimentares, podem dar os mesmos resultados com segurança, apesar de demorarem um pouco mais para aparecerem  e, o mais importante, trazendo saúde e nos dando qualidade de vida.







                                       
Não existe  idade ideal para começarmos a nos exercitar. Mas, no caso de um trabalho com sobrecargas,  a idade de 14 anos é uma boa fase, segundo alguns especialistas. Lembrando de que a orientação de um especialista é muito importante e deve ser sempre seguida. Uma atividade com sobrecarga, sendo bem orientada e bem executada, também não vai interferir no crescimento dos jovens, e nem fazer mal para quem tem mais idade. Pelo contrário, ajuda até a fixar o cálcio nos ossos, prevenindo a osteoporose. Assim, podemos dizer que, na juventude, na idade adulta e mesmo na terceira idade, o trabalho com sobrecargas pode ser feito, trazendo benefícios para nossa saúde e bem estar.



                              





segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Atividade aeróbica

Para termos uma melhor qualidade de vida devemos ter alguns cuidados com a nossa saúde. Alimentação equilibrada, exercícios regulares, lazer, entre outros, devem fazer parte de nossas vidas. Existem vários tipos de atividades físicas e eles são divididas entre aeróbicas e anaeróbicas. Hoje vamos conhecer uma delas, a atividade aeróbica.

O que é atividade aeróbica?
Atividade aeróbica ou treinamento aeróbio nada mais é do que um trabalho em que se utiliza oxigênio para ajudar a queimar energia. É um trabalho de longa duração e baixa intensidade. Ele ajuda a melhorar o nosso condicionamento físico e contribui também para o nosso emagrecimento, além de ajudar a prevenir doenças cardíacas e distúrbios causados pelo estresse.
                                     
 Para realizar alguma atividade aeróbica, basta você caminhar, correr, nadar ou pedalar.
                                   
Quando você está realizando uma atividade aeróbica, sua freqüência cardíaca (os batimentos do nosso coração durante um minuto) e o consumo de oxigênio pelo corpo são elevados, fazendo com que você passe a gastar mais energia durante a atividade. 

                                     
Quanto melhor a sua capacidade aeróbia, maior será o gasto de energia. Para a gente emagrecer e para melhorar a nossa capacidade aeróbia, é necessário que se trabalhe numa determinada zona alvo, que vai de acordo com a nossa freqüência cardíaca máxima. A freqüência cardíaca máxima é encontrada pela equação F.C.M. = 220 – idade.
Vamos fazer um pequeno cálculo?
Suponhamos que eu tenha 13 anos, 220 menos 13 dá 207. Esses 207 serão minha frequência cardíaca máxima.
Agora que eu sei minha F.C.M vamos calcular qual é a minha zona alvo. Com a ajuda de uma calculadora, para facilitar, pegamos 207 e multiplicamos por 70%, assim acharemos 144, que é a minha zona alvo para trabalhar a atividade e ter melhores resultados.
Devemos notar que, diferente da tabela do índice de massa corporal infantil, a F.C.M. não é diferente de acordo com o sexo.
Então, agora que você já sabe o que é atividade aeróbica, poderia dar exemplos de outras atividades físicas que se encaixam nessa definição?
Alguma dúvida?
Participe, você pode fazer uma pergunta no blog.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

O que é IMC (Índice de massa corporal)?

O índice de massa corporal (IMC) é uma medida internacional usada para calcular se uma pessoa está no peso ideal.
Ele foi desenvolvido pelo polimata Lambert Quételet no fim do século XIX. Trata-se de um método fácil e rápido para a avaliação do nível de gordura de cada pessoa, ou seja, é um preditor internacional de obesidade adotado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Cálculo

O IMC é determinado pela divisão da massa do indivíduo pelo quadrado de sua altura, onde a massa está em quilogramas e a altura está em metros.
\mbox{IMC} = \frac{\mbox{massa}}{(\mbox{altura} \cdot \mbox{altura})}

Exemplo

Para uma pessoa com 62 quilogramas de massa e 1,61 metros de altura, teremos:
\mbox{IMC} = \frac{62\;\mbox{kg}}{1,\!61\;\mbox{m} \cdot 1,\!61\;\mbox{m}} = 23,\!9\;\mbox{kg}/\mbox{m}^2

Classificação

O resultado é comparado com uma tabela que indica o grau de obesidade do indivíduo:
IMC Classificação
< 18,5 Abaixo do Peso
18,6 – 24,9 Saudável
25 – 29,9 Peso em excesso
30,0 – 34,9 Obesidade Grau I
35,0 – 39,9 Obesidade Grau II (severa)
≥ 40,0 Obesidade Grau III (mórbida)


                                       

IMC Infantil

Normalmente quando somos criança temos um índice de gordura maior e quando vamos crescendo vamos ficando mais magros. Além disso, meninos e meninas também apresentam diferenças. Por isso existe um IMC especial para crianças chamado de IMC por idade.

Para o cálculo do IMC infantil, veja as tabelas abaixo:
Meninos
Idade      Normal    Sobrepeso    Obesidade
6      14,5    mais de 16,6    mais de 18,0
7      15    mais de 17,3    mais de 19,1
8      15,6    mais de 16,7    mais de 20,3
9      16,1    mais de 18,8    mais de 21,4
10      16,7    mais de 19,6    mais de 22,5
11      17,2    mais de 20,3    mais de 23,7
12      17,8    mais de 21,1    mais de 24,8
13      18,5    mais de 21,9    mais de 25,9
14      19,2    mais de 22,7    mais de 26,9
15      19,9    mais de 23,6    mais de 27,7

Meninas
Idade      Normal    Sobrepeso Obesidade
6      14,3    mais de 16,1    mais de 17,4
7      14,9    mais de 17,1 mais de 18,9
8      15,6    mais de 18,1 mais de 20,3
9      16,3    mais de 19,1 mais de 21,7
10      17    mais de 20,1 mais de 23,2
11      17,6    mais de 21,1 mais de 24,5
12      18,3    mais de 22,1 mais de 25,9
13      18,9    mais de 23 mais de 27,7
14      19,3    mais de 23,8 mais de 27,9
15      19,6    mais de 24,2 mais de 28,8





                                        




Então vamos calcular nosso IMC?






Vamos pegar como exemplo uma criança de 13 anos com 1,55 de altura e pesando 55 kg






          


IMC =___55kg__   = ___55k___ =  22,9kg/m²

            1,55 x 1,55          2.40






Assim comparando com a tabela teremos: se for um menino 22,9 para 13 anos indica que ele está com sobrepeso, e se for uma menina 22,9 para 13 anos indica que ela está normal.



Porque essa diferença?



Como já foi dito menino e meninas apresentam diferenças corporais completamente normais sendo que as meninas possuem em sua composição mais tecido adiposo (gordura) do que os meninos.





E se eu estiver acima do índice normal? O que devo fazer?


Existem várias coisas que podem ser feitas e que veremos em uma nova oportunidade. Até lá













































quinta-feira, 21 de junho de 2012

Atividade Física


Podemos considerar como atividade física “qualquer movimento corporal, produzido pelos músculos esqueléticos, que resulte em gasto energético maior que os níveis de repouso” (CASPERSEN, 1985).
Um simples "piscar dos olhos", um deslocamento dos pés, e até um movimento complexo de finta em alguma competição desportiva, também são considerados atividade física.
Assim, qualquer exercício executado com o fim de manter a saúde física, mental e espiritual, isto é, a "boa forma", está dentro da atividade física.